segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Grupo Enxugando Lágrimas terá início dia 8 de janeiro

O Centro Espírita Semente Cristã dará início dia 8 de janeiro, a atividade do Grupo Enxugando Lágrimas. 

A finalidade é esclarecer e consolar as almas em dor pela perda de seus entes queridos.

O resultado obtido no atendimento fraterno é a confirmação da necessidade das pessoas em serem ouvidas, esclarecidas e acompanhadas.

Pessoas que sofrem perda de familiares necessitam de acompanhamento, por se tratar de uma fase de muitos questionamentos e que muitas vezes são levadas à depressão.

A criação do grupo Enxugando Lágrimas irá proporcionar, semanalmente, o consolo e o esclarecimento a quantos buscarem a casa espírita em períodos de perda.

Todo sábado de 17:00h às 18:00h

O Plano de trabalho:
Comentar as mensagens recebidas pelo médium Francisco Xavier
Anotar nomes de familiares desencarnados para vibração
Ouvir os corações aflitos
Aplicar o passe

O Centro Espírita Semente Cristã fica localizado na Rua Bolívia, Quadra 25, Casa 10 - Bairro Nova América - próx. a Construlândia.




sábado, 16 de outubro de 2010

XXI Semana Espírita Humberto de Campos

O Movimento Espírita de Parnaíba, realiza a Semana Espírita Humberto de Campos há 20 anos. A programação é organizada pelas casas espíritas de Parnaíba, com realização de palestras a cada dia da semana em uma casa espírita, e atividades extra centro.
No dia 10 de novembro de 2008, o prefeito José Hamilton sancionou a lei número 2449, que entrou em vigor na mesma data, ficando assim “instituído o Dia da Memória da Parnaíba, a ser celebrado anualmente dia 25 de outubro”. A partir dessa data, a programação espírita passou a ser realizada com o apoio da Secretaria de Cultura de Parnaíba.
Um outro fato que engrandeceu a programação da Semana Espírita, foi a inauguração do Memorial de Humberto de Campos, que juntando-se ao Cajueiro de Humberto de Campos, passa a fazer parte da programação da Semana Espírita.
A Semana Espírita inicia dia 24 e encerra dia 31 de outubro, tendo como tema central "Parábolas e ensinos de Jesus".


PROGRAMAÇÃO SEMANA ESPÍRITA
24.10 – Humberto de Campos – o Homem, o Espírito
Horário: 19:00h – Memorial de Humberto de Campos
Prédio da APAL - Academia Parnaibana de Letras

25.10 – Parábola do bom samaritano
Horário: 19:30h - Centro Espírita a Caminho da Luz
Av. N. S. de Fátima, 1170 Bairro – Fátima

26.10 – Parábola dos talentos
Horário: 19:30h - Centro Espírita Caridade e Fé
Rua Samuel Santos, 284 Bairro - São Francisco

27.10 – Parábola do festim de núpcias
Horário: 19:30h - Centro Espírita Semente Cristã
Rua Bolívia, quadra 25 - Casa 10 Bairro - Nova América

28.10 – Parábola os trabalhadores da última hora
Horário: 19:30h - Centro Espírita Humberto de Campos
Rua Franklin Veras, 799 Bairro - São Francisco

29.10 – parábola do semeador
Horário: 19:30h - Centro Espírita Vida e Progresso
Rua Vera Cruz, 647 Bairro - São José

30.10 Palestra “Tormentos Voluntários”
Horário: 19:30h – Auditório da Uespi
Fernando Aragão – Federação Espírita do Estado do Ceará

31.10 – Momento cultural com homenagens do Movimento Espírita a Humberto de Campos
Horário: 18:00h - Cajueiro de Humberto de Campos

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O filme Nosso Lar, estréia neste sábado (9), em Parnaíba.

O Movimento Espírita de Parnaíba, de conformidade com o que fez por ocasião do filme Chico Xavier, reservou duas sessões na tarde de sábado e domingo para os espíritas. Os ingressos serão vendidos nas casas espíritas ao preço de R$ 5,00 (meia entrada).
Maiores informações com Dora Rodrigues pelo telefone (86) 9402 4557 - 9479 5019

sábado, 2 de outubro de 2010

3 de outubro - Aniversário de nascimento de Allan Kardec

Hippolyte Léon-Denizard Rivail - Allan Kardec nasceu, em 03 de Outubro de 1804 em Lyon, França, no seio de uma antiga família de magistrados e advogados. Educado na Escola de Pestalozzi, em Yverdum, Suíça, tornou-se um de seus discípulos mais eminentes.
Foi membro de várias sociedades sábias, entre as quais a Academie Royale d'Arras. De 1835 à 1840, fundou em seu domicílio cursos gratuitos, onde ensinava química, física, anatomia comparada, astronomia, etc.
Dentre suas inúmeras obras de educação, podemos citar: "Plano proposto para a melhoria da instrução pública" (1828); "Curso prático e teórico de aritmética (Segundo o método de Pestalozzi)", para uso dos professores primários e mães de família (1829); "Gramática Francesa Clássica" (1831); "Programa de cursos usuais de química, física, astronomia, fisiologia"(LYCÉE POLYMATIQUE); "Ditado normal dos exames da Prefeitura e da Sorbonne", acompanhado de "Ditados especiais sobre as dificuldades ortográficas (1849).
Por volta de 1855, desde que duvidou das manifestações dos Espíritos, Allan Kardec entregou-se a observações perseverantes sobre esse fenômeno, e, se empenhou principalmente em deduzir-lhe as conseqüências filosóficas.
Nele entreviu, desde o início, o princípio de novas leis naturais; as que regem as relações do mundo visível e do mundo invisível; reconheceu na ação deste último uma das forças da Natureza, cujo conhecimento deveria lançar luz sobre uma multidão de problemas reputados insolúveis, e compreendeu-lhe a importância do ponto de vista religioso.
As suas principais obras espíritas são: "O Livro dos Espíritos", para a parte filosófica, e cuja primeira edição surgiu em 18 de Abril de 1857; "O Livro dos Médiuns", para a parte experimental e científica (Janeiro de 1861); "O Evangelho Segundo o Espiritismo", para a parte moral (Abril de 1864); "O Céu e o Inferno", ou "A Justiça de Deus segundo o Espiritismo" (Agosto de 1865); "A Gênese, os Milagres e as Predições (Janeiro de 1868); "A Revista Espírita", jornal de estudos psicológicos.
Allan Kardec fundou em Paris, a 1º de Abril de 1858, a primeira Sociedade Espírita regularmente constituída, sob o nome de "Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas".
Casado com Amélie Gabrielle Boudet, não teve filhos.
Trabalhador infatigável, desencarnou no dia 31 de março de 1869, em Paris, da maneira como sempre viveu: trabalhando. ("Obras Póstumas", Biografia de Allan Kardec, edição IDE)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Palestra desta terça (21.09) no Centro Espírita Semente Cristã


21/09 - Depressão: origem, conseqüência e tratamento 
Responsável: Altevir Esteves

domingo, 19 de setembro de 2010

Centro Espírita Semente Cristã realiza lanche beneficente

O Centro Espírita Semente Cristã realizou neste domingo (19) lanche beneficente para arrecadar fundos para a compra de cadeiras para a instituição.
O evento aconteceu no Brendas Buffet, na Rua Osvaldo Cruz, por concessão de Cacilda Maria, colaboradora do Centro Espírita Semente Cristã. Colaboradores do centro e membro de outras instituições participaram do evento que reuniu em torno de 200 pessoas.
Veja fotos

domingo, 12 de setembro de 2010

Palestra desta terça (14.09) no Centro Espírita Semente Cristã

Tema: Síndrome do Pânico à luz da Doutrina Espírita
Responsável: Rozete

Justiça Divina e Justiça Humana

“Se a vossa justiça não for maior que a dos escribas e fariseus, não entrareis no Reino dos Céus” (Mt 5,20)

Escribas e fariseus eram doutores da lei. Conheciam, profundamente, as leis mosaicas sem vivenciá-las.

Jesus os chamou de “sepulcros caiados, brancos por fora e cheio de podridão por dentro”.

O ensinamento de Jesus refere-se a todo cristão que, conhecendo as determinações da lei, divina e humana, age de uma forma para ser visto pela sociedade e, quando ninguém está olhando, age de forma diversa. Muitas vezes, burlando a lei em beneficio de um e em detrimento de outro, apenas para enriquecimento ilícito.
“Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder sua alma?” Jesus

O que é justiça?
Segundo o Direito, Justiça é a virtude de dar a cada um o que é seu. É a faculdade de julgar segundo a melhor avaliação.

Segundo a Doutrina Espírita “A justiça consiste em cada um respeitar os direitos dos demais.” L. E – questão 875

Diferente da justiça humana, a justiça divina não leva em conta a melhor avaliação e sim o direito devido a cada um, pois que, a melhor avaliação pode estar relacionada a um profissional mais capacitado, mais reconhecido ou a forma como a lei é interpretada. Dessa forma, alguém sem recursos poderia não ser beneficiado por essa “melhor avaliação”.

Na questão 875ª de O Livro dos Espíritos, Kardec pergunta aos espíritos: Que é o que determina esses direitos?
Os espíritos respondem: “Duas coisas: a lei humana e a lei natural.

Na terra, a lei humana é que determina os direitos do cidadão na sociedade. A justiça divina atua sobre todas as questões que envolvem o direito, principalmente, sobre aquelas que a justiça humana não alcança ou toma conhecimento. Muitos crimes passam sobre a terra sem que chegue ao conhecimento da justiça humana, os responsáveis. Nada passa, sem que a justiça divina alcance os responsáveis.

Kardec prossegue perguntando: Qual a base da justiça, segundo a lei natural?
“Disse o Cristo: Queira cada um para os outros, o que quereria para si mesmo”, respondem os espíritos.


A justiça humana é uma cópia imperfeita da justiça divina.

A reforma do judiciário com importantes e profundas modificações é uma prova disso. Com a evolução da sociedade as leis se vão apresentando dia a dia impregnadas de sentimentos mais humanos. Pessoas vítimas de preconceito de raça, gênero, religioso e outros mais, recebem o amparo da lei. Mas, não foi sempre assim.

No ano de 1857 a suprema corte americana ao ser inquirida sobre a libertação dos escravos negros deu a seguinte sentença:
• O negro não é pessoa humana e pertence a seu dono.
• Não é pessoa perante a lei, mesmo que seja tido como ser humano.
• Só adquire personalidade ao nascer, não havendo qualquer preocupação com sua vida.
• Quem julgar a escravidão um mal, que não tenha escravos.
• O homem tem o direito de fazer o que quiser com o que lhe pertence. Inclusive seu escravo.
• A escravidão é melhor que deixar um negro enfrentar o mundo.

Esta sentença foi recebida pela sociedade local, como uma sentença justa. Entretanto, os anseios de liberdade já estavam crescentes em alguns membros daquela sociedade e, seis anos depois – 1863 – a América proclama a libertação dos escravos.

No Brasil a Constituição de 1934, em seu art. 113, nº 32, instituiu a concessão da assistência judiciária aos cidadãos necessitados. Até então, os menos favorecidos não tinham acesso a justiça.

Diante da justiça divina, todos se encontram amparados desde sempre. A lei de Deus é eterna e imutável. Nenhuma reforma, em tempo algum, precisará ser feita na lei divina.

"São os homens e não as leis que precisam mudar. Quando os homens forem bons, melhores serão as leis. Quando os homens forem sábios, as leis por desnecessárias, deixarão de existir. Mas isto, será possível somente, quando as leis estiverem escritas e atuantes no coração de cada um de nós." (Hermógenes)

Quanto mais espiritualizado o homem, mais se aprimora seu senso de justiça.
Disse Jesus: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito; este o maior e o primeiro mandamento. E aqui tendes o segundo, semelhante a esse: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.”
(S. MATEUS, cap. XXII, vv. 34 a 40.)

Palestra proferida no culto ecumênico realizado pelos formandos de Direito da Uespi, dia 7 de setembro de 2010 no Porto das Barcas, por Dora Rodrigues.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Calendário de palestras na sexta-feira - mes de setembro

Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo, Atendimento Fraterno, Passes e Fluidoterapia.

03.09 - O suicídio e a loucura - Vanessa
10.09 - O mal e o remédio - Dora
17.09 - A felicidade não é desse mundo
24.09 - Perda de pessoas amadas - Mortes prematuras

Início da atividade: 19:30h

Calendário de palestras na terça-feira - mes de setembro

Palestras com temas variados, explanados à luz da Doutrina Espírita e passes 

07/09 - Suicídio: causas e consequências - Cacilca 
14/09 -  Síndrome do Pânico - Rozete
21/09 - Depressão: origem, conseqüência e tratamento - Altevir
28/09 - Um limite estreito separa a Depressão da Obsessão - Dora Rodrigues

sábado, 28 de agosto de 2010

Relato por Yvonne A. Pereira no 3º Congresso Espírita Brasileiro

O encerramento do 3ºCongresso Espírita Brasileiro, na visão dos Espíritos, relatado por Yvonne A.Pereira
Amigos e irmãos,abraço-os fervorosamente.

Nesta oportunidade, desejo compartilhar com os companheiros um fato relacionado ao suicídio que resultou numa série de ações, desenvolvidas ao longo de 18 meses, aproximadamente, mas cujo desfecho superou todas as expectativas,mesmo as inimagináveis.
As regiões de sofrimento onde vivem os suicidas, de todas as categorias, são inúmeras e vastas nos planos do Espírito. Brotam de um dia para outro, pois os excessos da Humanidade têm reduzido o tempo de reencarnação para um número significativo de pessoas. Os atentados contra a manutenção da saúde física, mental e psicológica atingem cifras realmente assustadoras. A campanha em Defesa da Vida, conduzida pelos espíritas, é ação que ameniza a situação. Mas algo mais intenso e abrangente, que envolva a sociedade, urge ser desenvolvido. Assim, passamos ao nosso relato.
Localizamos em determinado nicho, em nosso plano, uma comunidade de suicidas vivendo em situação precária, em todos os aspectos. Chamava a nossa atenção que tal reduto de dor nunca reduzia de tamanho. Ao contrário, contabilizávamos um número crescente, dia após dia. Procurando analisar a problemática por todos os seus ângulos, verificamos que no local, incrustado em espaço de difícil acesso, existia uma espécie de "escola" - se este é o nome que se pode utilizar - cujos integrantes se especializaram em indução ao suicídio: técnicas, recursos e equipamentos sofisticados eram desenvolvidos para que encarnados cometessem suicídio.
O suicida era, então, conduzido à instituição e, sob tortura, a alma sofredora fornecia elementos mentais que serviam de alimento à manutenção de diferentes desarmonias que conduzem o homem ao desespero. Fomos surpreendidos pela existência de tal organização e estarrecidos diante do fato, de como a alienação, associada à maldade, pode desestruturar o ser humano. Após tomar conhecimento dos detalhes, um plano de trabalho foi definido, depois que um mensageiro de elevada região veio até nós. Durante algum tempo pelejamos para sermos adequadamente preparados, inclusive aprendendo a liberar vibrações mais sublimadas, a fim de fornecer a matéria mental e sentimentos puros que pudessem erguer um campo de força energético ao redor do local.
Almas devotadas estiveram conosco permanentemente, instruindo-nos, fortificando-nos e nos revelando a excelsitude do amor. Entretanto, era preciso fazer algo mais. Desfazer a organização não representaria, em princípio, maiores problemas; o desafio seria convencer os instrutores a não fazer mais aquele tipo de maldade.Várias tentativas foram envidadas, neste sentido. Orientadores esclarecidos da Vida Maior foram rejeitados e até ridicularizados. Nada conseguíamos com os dirigentes daquela instituição, voltada para a prática do suicídio. Mas, a vitória chegou, gloriosa, no final da tarde do domingo último,¹ quando, convidados a participar do encerramento do Congresso, aqueles dirigentes presenciaram a luminosidade do amor. Conseguiram, finalmente, ver o significado da vida, a sua importância e fundamentos. Foram momentos de grande emoção que envolveu a todos nós, quando uma nesga de luz desceu sobre os encarnados e desencarnados no exato instante em que todos, em ambos os planos da vida, se deram as mãos e cantaram a música em prol da paz. A nesga de luz se alargou, cresceu, envolveu a todos. A força do amor jorrou plena e, em sublime explosão, rompeu o ar, circulou sobre a cabeça de todos, espalhou-se como poderosa onda para além do recinto, ganhando a cidade.
Brasília se nimbou de luz, no solo, nas águas. À nossa visão estupefata e maravilhada parecia que uma nova estrela estava surgindo. Os seres da Criação, vegetais, animais e hominais, os elementos inertes, rochas e minerais, as construções humanas, prédios, edifícios, avenidas, bancos, repartições públicas e privadas, residências, tudo, enfim, foi banhado por luz pura e cristalina que jorrava do Alto. Célere, a bela luminosidade espalhou do coração da Pátria para todos os recantos do Brasil, das Américas, da Europa, África, mais além, no Extremo e Médio Oriente, atingindo todos os continentes, países e cidades. Alcançou os polos do Planeta, girou em bailado sublime, por breves minutos ao redor da Terra e se prolongou mais além, emdireção ao infinito.
Jesus tinha se aproximado do Planeta, em brevíssima visita de luz, amor e compaixão.
Jamais presenciei tanta beleza e tanta paz !
Com afeto.

YVONNE PEREIRA

(Mensagem psicográfica recebida por Marta Antunes de Moura, na Federação Espírita Brasileira, e Brasília, no dia 22 de abril de 2010)

sábado, 21 de agosto de 2010

Filme Chico Xavier será exibido domingo no Centro Espírita Semente Cristã

Domingo, 22 de agosto, às 18:00h, será exibido no Centro Espírita Semente Cristã o filme Chico Xavier, recém lançado em todo o Brasil e que despertou interesse não só na comunidade espírita, mas, de grande parte da população brasileira. Apesar do sucesso do filme, muitas pessoas não tiveram acesso as salas de cinema, dessa forma, estaremos exibindo o filme para oportunizar aos que não assistiram e aos que desejem rever o filme.
Estão sendo convidados espíritas e simpatizantes.
Nenhuma taxa será cobrada pela exibição.

O Centro Espírita Semente Cristã fica localizado na Rua Bolívia, quadra 25, casa 10 - Bairro Nova América - próximo a Construlândia
Veja trailer do filme!
video

domingo, 8 de agosto de 2010

Paternidade: missão e dever

Pode se considerar como missão a paternidade?
“É, sem contestação possível, uma verdadeira missão. É ao mesmo tempo grandíssimo dever e que envolve, mais do que pensa o homem, a sua responsabilidade quanto ao futuro. (...)
O Livro dos Espíritos - Questão 582

(...) A paternidade e a maternidade, dignamente vividas no mundo, constituem sacerdócio dos mais altos para o Espírito reencarnado na Terra, pois através dela a regeneração e o progresso se efetuam com segurança e clareza.
André Luiz – Nos Domínios da Mediunidade

video


 

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Censo 2010 para os espíritas

Considerando que, segundo informações, o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística – IBGE, na pesquisa destinada ao Censo demográfico nacional caracterizou os espíritas como Kardecistas;

Considerando que a Federação Espírita Brasileira – FEB, não foi consultada por aquele órgão sobre o assunto;

Considerando que a esta altura, não há tempo hábil de tentar mudar programação estabelecida pelo IBGE;

Considerando ainda que a pesquisa nacional já se encontra em curso;

Recomendamos a todos os espíritas que, ao serem consultados pelos pesquisadores do IBGE e visando a inclusão de todos na contagem que se realiza, DECLAREM-SE KARDECISTAS, uma vez que NO FORMULÁRIO DO CENSO não foi registrada a palavra ESPÍRITA.

Brasília(DF), 02 de agosto de 2010

Federação Espírita Brasileira
Nestor João Masotti
Presidente

terça-feira, 27 de julho de 2010

Palestras mes de agosto

Terça-feira as 19:30h

03.08 - Família, escola e rua
Resp. José Hamilton
10.08 - Adolescência: O “acordar” do Espírito na nova encarnação
Resp. Rosete
17.08 - Crianças que lembram vidas passadas
Resp. Adjane
24.08 - Limites: O que são? Onde estão?
Resp. Dora Rodrigues
31.08 - A dificuldade de transmissão da fé de pais para filhos
Resp. Norma Sheila

sábado, 24 de julho de 2010

Encontro fraterno dos trabalhadores das casas espíritas

Uma tarde de troca de experiência sobre o atendimento fraterno na casa espírita entre trabalhadores das instituições espíritas de Parnaíba, aconteceu dia 17 de julho no Centro Espírita Semente Cristã.
O encontro foi enriquecido pela contribuição de cada um dos presentes com a narrativa de experiências no campo de trabalho, além de sugestões para melhorar a atividade nas instituições.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Curso de Atendimento Fraterno na Casa Espírita

O curso será realizado no Centro Espírita Semente Cristã, dia 17 de julho, no horário de 16:00h às 19:00h e será ministrado por Dora Rodrigues.
Levando-se em conta que a necessidade de rever informações sobre atendimento fraterno é de todas as instituições, estão sendo convidados os trabalhadores das casas espíritas de Parnaíba.

Contato: Dora Rodrigues - (86)9402 4557 - 9479 5019 TIM
email: dorarodrigues@proparnaiba.com.br

sábado, 19 de junho de 2010

8º Aniversário do Centro Espírita Semente Cristã

Companheiros de ideal espírita, o Centro Espírita Semente Cristã estará completando oito anos de atividades espíritas em nossa cidade e convidamos a todos os trabalhadores da causa de Jesus a juntarem-se a nós, trabalhadores do Centro Espírita Semente Cristã, na comemoração de seu 8º aniversário dia 26 de junho de 2010.

Programação de aniversário

Sábado - 26 de junho de 2010
16:00h - Seminário - Humanização da Seara
19:00h - Palestra - Meus discípulos serão reconhecidos por muito se amarem
Convidada - Maryneves Saraiva de Area Leão Costa

Adentramos o PERÍODO DA MAIORIDADE das idéias espíritas.
Chega o tempo no qual o ideal da unificação deve transcender o âmbito das medidas administrativas e penetrar a esfera da ética, projetando para um futuro o leque de novas e mais intensas responsabilidades, que nos exigirão muito amor, uns pelos outros.
Dentre essas responsabilidades, espera-nos o desafio do encontro fraterno entre os vários segmentos doutrinários, representados pelas suas múltiplas concepções. Essa “mesa pluralista” não pode tardar em nossa gleba, se ansiamos por frutos maduros no cumprimento da tarefa de interagir o conhecimento espírita em favor da espiritualização da ciência, da filosofia, da religião e da política humana, no encaminhamento de uma nova sociedade, mais justa e pacífica.
As equipes espíritas devem se lançar o quanto antes a devotado programa de humanização, entre seus freqüentadores, trabalhadores e dirigentes, no intuito de fortalecerem suas relações interpessoais e sinalizar caminhos para uma relação intrapessoal mais livre e plena de saúde. Esse investimento sólido será uma fertilização das leiras de trabalho espiritual, fortalecendo o terreno das semeaduras do bem contra as pragas ocasionais... Hermance Dufaux e Cicero Pereira


“A chama da amizade pura deve unir, iluminar e aquecer os vossos corações. Assim, podereis resistir aos ataques impotentes do mal, como o rochedo inabalável resiste às vagas furiosas”.
Vicente de Paulo O Livro dos Médiuns – cap. XXX “Dissertação”.

“Seja-vos possível fundir-vos em uma única e mesma família e a dar-vos mutuamente, do fundo do coração e sem pensamento premeditado, o nome de irmãos (...)”
“Os grupos são indivíduos coletivos que devem viver em paz. Eles são os batalhões da grande falange. Ora, o que será feito de uma falange cujos batalhões se dividirem?”
Viagem Espírita em 1862, 2ª edição, pp 101-105

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Calendário de palestras mes de junho


01/06
O que é obsessão
Altevir
08/06
Quem são os nossos obsessores
Dora Rodrigues
15/06
Obsessão entre encarnados
Cacilda
22/06
Principais transtornos causados pelos obsessores
Rosete
29/06
Ação da prece na desobsessão
Altevir

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Calendário de palestra mes de maio




04/05
A família e sua relação com a espiritualidade
Cacilda
11/05
A família na construção da Paz
Rosete
18/05
Diversidade religiosa na familia
Altevir
25/05
A Família ante os desafios do mundo contemporâneo
José Hamilton