sábado, 19 de junho de 2010

8º Aniversário do Centro Espírita Semente Cristã

Companheiros de ideal espírita, o Centro Espírita Semente Cristã estará completando oito anos de atividades espíritas em nossa cidade e convidamos a todos os trabalhadores da causa de Jesus a juntarem-se a nós, trabalhadores do Centro Espírita Semente Cristã, na comemoração de seu 8º aniversário dia 26 de junho de 2010.

Programação de aniversário

Sábado - 26 de junho de 2010
16:00h - Seminário - Humanização da Seara
19:00h - Palestra - Meus discípulos serão reconhecidos por muito se amarem
Convidada - Maryneves Saraiva de Area Leão Costa

Adentramos o PERÍODO DA MAIORIDADE das idéias espíritas.
Chega o tempo no qual o ideal da unificação deve transcender o âmbito das medidas administrativas e penetrar a esfera da ética, projetando para um futuro o leque de novas e mais intensas responsabilidades, que nos exigirão muito amor, uns pelos outros.
Dentre essas responsabilidades, espera-nos o desafio do encontro fraterno entre os vários segmentos doutrinários, representados pelas suas múltiplas concepções. Essa “mesa pluralista” não pode tardar em nossa gleba, se ansiamos por frutos maduros no cumprimento da tarefa de interagir o conhecimento espírita em favor da espiritualização da ciência, da filosofia, da religião e da política humana, no encaminhamento de uma nova sociedade, mais justa e pacífica.
As equipes espíritas devem se lançar o quanto antes a devotado programa de humanização, entre seus freqüentadores, trabalhadores e dirigentes, no intuito de fortalecerem suas relações interpessoais e sinalizar caminhos para uma relação intrapessoal mais livre e plena de saúde. Esse investimento sólido será uma fertilização das leiras de trabalho espiritual, fortalecendo o terreno das semeaduras do bem contra as pragas ocasionais... Hermance Dufaux e Cicero Pereira


“A chama da amizade pura deve unir, iluminar e aquecer os vossos corações. Assim, podereis resistir aos ataques impotentes do mal, como o rochedo inabalável resiste às vagas furiosas”.
Vicente de Paulo O Livro dos Médiuns – cap. XXX “Dissertação”.

“Seja-vos possível fundir-vos em uma única e mesma família e a dar-vos mutuamente, do fundo do coração e sem pensamento premeditado, o nome de irmãos (...)”
“Os grupos são indivíduos coletivos que devem viver em paz. Eles são os batalhões da grande falange. Ora, o que será feito de uma falange cujos batalhões se dividirem?”
Viagem Espírita em 1862, 2ª edição, pp 101-105