sábado, 31 de outubro de 2015

Mensagem de Amor


As cartas psicografadas por Chico Xavier, que se constituíram em conforto aos familiares, não se destinam apenas àqueles que as receberam. As mensagens trazidas pelos irmãos desencarnados servem de consolo a todos os que não tiveram a mesma oportunidade, pois, as mensagens falam de vida, consolo e esperança, como a carta psicografada a 15 de outubro de 1976, ao final da reunião pública no Grupo Espírita da Prece, em Uberaba, Minas Gerais, enviada pela jovem Yolanda.


Querida Mamãe, querido Papai, meu querido João Batista, Deus abençoe a nós todos.


Estou ainda quase sem forças.

Quase como no instante em que me levantei de mim mesma, depois de me haverem erguido, à maneira de uma criança.

E venho, querida Mãezinha, não apenas atraída por seu carinho, mas trazida na corrente de suas petições e de suas lágrimas.

Peço agora com mais insistência, não se entristeça, ajude-me com aquela fortaleza que em seu espírito nunca vi esmorecer.

Perdoem-me, o seu coração e o coração de meu pai, se voltei tão às pressas à vida que me convidava às grandes renovações.

Tenho o reconforto de afirmar-lhes que não provoquei o choque do Opala.

Pensei que pudesse fazer uma ultrapassagem pacífica, habituada que me achava a visar dimensões e examinar caminhos de relance.

Mãezinha, não julgue que sua filha pudesse, por um instante só, enfraquecer-se na fé, a ponto de buscar a desencarnação voluntária.

Dias antes me sentia em nossa casa, como quem trazia a cabeça e as mãos crescidas, não sabia o que se passava.

Inclinei-me a refletir sobre mediunidade, mas, somente aqui vim a saber que estava sendo preparada com carinho para a volta.

Tudo, Mamãe, foi muito rápido.

Um choque difícil de descrever e, depois aquela ideia de que o desmaio era natural e inevitável, um sono agitado por pesadelos, porque a gente não se despede do corpo, sem desatar muitos laços e nem se desliga com muita facilidade do ambiente querido em que se nos desenvolveu a experiência familiar.

Quando acordei, porém, escutava seus apelos, suas perguntas, suas aflições e suas lágrimas, em forma de palavras e sons que me ecoavam por dentro do coração.

Senti-me perdida, como quem se reconhece num hospital que não pediu e nem esperou.

Os conhecimentos que trazia comigo me foram valiosos, porque era justo que eu a chamasse aos gritos, manifestando minha estranheza em altas vozes, mas quando vi o tio Orlando com aquele rosto sereno a fitar-me, ele que partira, antecedendo-me na vida Espiritual, creio por onze meses, compreendi tudo.

Achava-me como ainda me encontro numa instituição de refazimento em que o amigo maior é o Padre Antônio, direi Antônio Preto, de quem ouvira tantas vezes falar.

Acolheu-me com brandura e soube que estávamos todos numa casa de socorro espiritual de urgência, fundada junto a Bebedouro pelo sacerdote Francisco Valente, que nos deu tanto amor, na formação do recanto em que Deus enviou a felicidade para morar conosco.

Lutei muito, querida Mamãe, porque não é fácil deixar a existência no lar, nem mesmo quando temos aquele ideal de estudar a vida em outros planos e em outros mundos, que sempre me marcou as idéias de menina voltada para os assuntos do espírito.

Rogo dizer à nossa Do Carmo e às amigas que a morte me apareceu na condição de uma benfeitora, e que não fui eu quem lhe bateu às portas.

Mãezinha, a senhora sabe que suicídio não constava de nossos propósitos, isto é, dos meus.

Páginas de amor e ternura, meditações sobre a vida espiritual que eu tenha escrito, sabe nosso querido João Batista que eram pensamentos soltos nos quais, muitas vezes, me sentia sob influências mediúnicas.

Rogo ao querido irmão auxiliar-me com seu encorajamento e fé em Deus.

Joãozinho, meu irmão, estamos no tempo dos nossos testemunhos de confiança em Deus.

Estude e siga em frente.

Sua irmã não morreu.

O que sucedeu foi mudança de lugar e de clima, sem transformações em nosso amor de irmão que se tanto e que com a benção de Jesus, prosseguiremos unidos.

Mãezinha, agradeço as suas preces e as orações dos familiares, sem me esquecer dos pensamentos de amor da Vovó Carolina e da tia Geni, em Viradouro.

Aqui, tenho encontrado muito amor, através de gestos de proteção que não plantei.

Nossos irmãos do Grupo do Calvário ao Céu estão irmanados aos outros, aqueles que sob a proteção de São João Batista, distribuem socorro e bondade sob os nossos céus.

Mamãe, perdoe sua filha, se minhas idéias pareciam por vezes extravagantes.

Eu sei que a sua ternura tantas vezes silenciava para que sua Landa estivesse crendo em sonhos e realizações distantes da verdade que impera na vida.

E me lembro dos seus olhos expressivos a me falarem sem palavras de suas preocupações por mim.

Creia, Mamãe, que não vim para cá trazendo afeições maiores que as nossas, você, papai, João Batista, Maria do Carmo e os nossos, parece que a gente mais jovem quando sai da Terra de repente, na maioria dos casos, parece considerada como sendo pessoas que se afastam do mundo por desilusões e desenganos, mas não é assim.

Existem leis a que não conseguimos fugir.

Cada qual na Terra dispõe de uma quota de tempo a fim de fazer o que deve.

A parcela que a vida me reservava era curta.

Mas tenho a ideia de que tive os melhores pais da Terra e os melhores irmãos, porque recebi todos os recursos de casa para realizar em mim as construções espirituais que pude.

Dizer obrigada é tão pouco, mas digo assim mesmo: obrigada, Mãezinha, por seus braços que me guiaram na vida, por seus sacrifícios por mim, pelas orações que aprendi nos seus lábios e que as teorias do progresso humano não me fizeram esquecer; por suas noites de vigília, por suas inquietações, acompanhando-me com as suas preces, quando me ausentava de casa, obrigada pelas repreensões que eu merecia e que ficaram sempre em seu carinho sem que você me falasse dos receios que eu causava à sua ternura, obrigada por tudo, mas por tudo o que você me deu e obrigada a todos os que me concederam em família para me servirem de protetores e companheiros.

Estou ainda muito pobre de forças, mas Deus concederá à sua filha energias novas e serei útil.

Mãezinha, meu pai, João Batista, Tia Geni e todos os meus entes queridos, termino, dizendo que estou agradecida, amando a todos cada vez mais.

E o Papai me permitirá terminar esta carta, dizendo a Mãezinha, naquele abraço total, quando voltava a casa depois de qualquer ausência.

Mãezinha, você é tudo para mim, Mamãe, querida Mãezinha, abençoe-me e deixe que me ajoelhe diante das suas preces outra vez para repetir que nós duas confiamos em Deus.

E receba todo o carinho, com muitos beijos da sua filha, agora mais sua filha no coração.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Estudo do Evangelho - A parentela corporal e a parentela espiritual

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 16 de outubro de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Honrai vosso pai e vossa mãe


Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 09 de outubro de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Benefícios pagos com a ingratidão

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 02 de outubro de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 26 de setembro de 2015

Caridade Material e Caridade Moral

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 25 de setembro de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

Uma falha técnica não registrou os minutos finais do Estudo do Evangelho. Pedimos desculpas.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Palestra: O suicida na parábola do Filho Pródigo

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 11 de setembro de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Mãos à Obra


“Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.” — Paulo. (1ª EPÍSTOLA AOS CORÍNTIOS, CAPÍTULO 14, VERSÍCULO 26.)

A igreja de Corinto lutava com certas dificuldades mais fortes, quando Paulo lhe escreveu a observação aqui transcrita.

O conteúdo da carta apreciava diversos problemas espirituais dos companheiros do Peloponeso, mas podemos insular o versículo e aplicá-lo a certas situações dos novos agrupamentos cristãos, formados no ambiente do Espiritismo, na revivescência do Evangelho.

Quase sempre notamos intensa preocupação nos trabalhadores, por novidades em fenomenologia e revelação.

Alguns núcleos costumam paralisar atividades quando não dispõem de médiuns adestrados.

Por quê?

Médium algum solucionará, em definitivo, o problema fundamental da iluminação dos companheiros.

Nossa tarefa espiritual seria absurda se estivesse circunscrita à freqüência mecânica de muitos, a um centro qualquer, simplesmente para assinalarem o esforço de alguns poucos.

Convençam-se os discípulos de que o trabalho e a realização pertencem a todos e que é imprescindível se movimente cada qual no serviço edificante que lhe compete.

Ninguém alegue ausência de novidades, quando vultosas concessões da esfera superior aguardam a firme decisão do aprendiz de boa-vontade, no sentido de conhecer a vida e elevar-se.

Quando vos reunirdes, lembrai a doutrina e a revelação, o poder de falar e de interpretar de que já sois detentores e colocai mãos à obra do bem e da luz, no aperfeiçoamento indispensável.

Emmanuel - Livro Pão Nosso

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Os inimigos desencarnados

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 7 de agosto de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 1 de agosto de 2015

Pagar o mal com o bem

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 31 de julho de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 25 de julho de 2015

Palestra Caridade para com os criminosos

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 24 de julho de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 18 de julho de 2015

Encontro de Trabalhadores 2015


Mais uma tarde reunidos em torno da proposta espírita. Em destaque, o trabalhador e a convivência na casa espírita.

Momento de reflexão em grupo: O que somos no grupo de trabalho a que pertencemos?
Enquanto os grupos refletem sobre o papel de cada um na casa espírita, um grupo a parte prepara a dinâmica - Cativar, para apresentar após a reflexão dos grupos. 



No final da atividade, realizamos a dinâmica - Elo da Corrente, fortalecendo os laços de afetividade do grupo.


A fé e a caridade

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 17 de julho de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí. Curta nossa página no facebook 'Centro Espírita Semente Cristã' e acompanhe semanalmente o estudo do evangelho.

sábado, 11 de julho de 2015

Egoísmo

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 10 de julho de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

terça-feira, 30 de junho de 2015

Abertas as inscrições para o ESDE


A Convivência na Casa Espírita


Por ocasião da apresentação da Tríade ao Movimento Espírita - Espiritizar, Qualificar, Humanizar, aos trabalhadores do Centro Espírita Semente Cristã, ficou estabelecido que seriam realizados os seguintes encontros com os trabalhadores da Casa: A Convivência na Casa Espírita, O trabalhador e a Tarefa Espírita, Missão dos Espíritas. Na sequência seriam realizados os seguintes cursos: Recepção, Atendimento Fraterno, Passes, Preparação de Palestras, Oratória, Monitor do Esde, Reuniões Mediúnicas, Doutrinação e Mediunidade. Dessa forma, será realizado dia 18 de julho de 2015, o Encontro de Trabalhadores - A convivência na Casa Espírita - no horário de 17 às 19 horas, na sede do Centro Espírita Semente Cristã.

domingo, 28 de junho de 2015

Centro Espírita Semente Cristã comemora seu 13º aniversário


A programação em comemoração ao aniversário do Centro Espírita Semente Cristã, teve início na tarde do sábado, 27 de junho de 2015, com um seminário sobre Saúde Mental, realizado pelo psicólogo Marlos Ribeiro, especialista em saúde mental; Drª Kátia Marabuco, presidente da AME-PI, Associação Médico-Espírita do Piauí e Dora Rodrigues, trabalhadora do Centro Espírita Semente Cristã.



O tema Saúde Mental foi abordado na ótica médica, psicológica e espiritual.

O psicólogo Marlos Ribeiro abordou o tema - Considerações sobre a Esquizofrenia - Diagnóstico, sofrimento e tratamento inadequado.



Seguido pela Drª Kátia Marabuco que abordou o tema - Doenças ou transtornos espirituais?



A programação do seminário encerrou com a palestra de Dora Rodrigues sobre o acolhimento de pessoas com transtornos mentais na Casa Espírita.

O Centro Espírita Semente Cristã, realizou na noite do mesmo sábado, programação festiva em sua sede, com palestra realizada pela Drª Kátia Marabuco com o tema - Chico Xavier: um homem chamado Amor - tema que relembrou evangelhos realizados por Chico Xavier, à sombra do abacateiro.


quinta-feira, 11 de junho de 2015

Centro Espírita Semente Cristã aniversaria e promove seminário sobre Saúde Mental


A AME - Associação Médico-Espírita do Piauí, em parceria com o Centro Espírita Semente Cristã, realizará no sábado, 27 de junho de 2015, em Parnaíba, seminário sobre Saúde Mental.

O seminário será realizado no auditório da Escola Roland Jacob, localizada na Rua Franklin Veras, bairro de Fátima, no horário de 14 às 18 horas, conforme programação abaixo:

14:00h - Considerações sobre a Esquizofrenia - Diagnóstico, sofrimento e tratamento inadequado.

Marlos Ribeiro - Psicólogo - Especialista em Saúde Mental, Mestre em Saúde da Família pela RENASF, Psicólogo do Núcleo de Apoio a Saúde da Família e Professor Substituto de Saúde coletiva do curso de Psicologia da UFPI.

15:00h - Doenças ou transtornos espirituais?

Kátia Marabuco - Doutora em medicina USP - oncologista, cirurgiã de cabeça e pescoço, ginecologista, professora adjunta UFPI, Presidente SOBRAMES-PI,Titular do Colegio Brasileiro de Cirurgiões - Capítulo P e presidente da AME-PI.

16:00h - O acolhimento de pessoas com transtornos mentais na Casa Espírita

Dora Rodrigues - Espírita

Não haverá inscrições para o seminário e a entrada é franca.

A programação prossegue com uma palestra a ser realizada pela Drª Kátia Marabuco, no Centro Espírita Semente Cristã, às 19:30h em comemoração aos 13 anos de fundação da instituição espírita.

O Centro Espírita Semente Cristã fica localizado na Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária.

Maiores informações pelos telefones 994024557-994795019

sábado, 6 de junho de 2015

NÃO JULGUEIS, PARA NÃO SERDES JULGADOS - E.S.E - CAP. XI - ITEM 11 A 13

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 5 de junho de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 23 de maio de 2015

O Sacrifício mais agradável a Deus

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 22 de maio de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 16 de maio de 2015

Reconciliação com os adversários

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 15 de maio de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

Curta nossa página no facebook 'Centro Espírita Semente Cristã'.

sábado, 9 de maio de 2015

Perdoai, para que Deus vos perdoe.

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 8 de maio de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

terça-feira, 5 de maio de 2015

AVALIAÇÃO



Quando tiveres superado graves problemas de relacionamento no grupo das pessoas queridas, não te detenhas na lembrança das aflições e lágrimas que, porventura, tenhas trazido por dentro do próprio coração. Pensa no concurso recebido de benfeitores da Vida Maior que te escoraram, na travessia de inesperadas perturbações.

Quando saíste desse ou daquele acidente, sem calamidades fatais, não te fixes na recordação das fases difíceis de semelhante acontecimento. Reflete no auxílio dos Enviados do Bem que conseguiram colocar-te a salvo de consequências a lamentar.

Quando venceste lutas e tentações que te situavam às portas da insanidade ou do suicídio, não te demores na rememoração dos fatos que te impeliam a enganos e alucinações. Medita na dedicação dos Amigos Espirituais, domiciliados em Plano Superior, que te evitaram a queda nos despenhadeiros da sombra.

Quando varaste o tratamento da saúde comprometida por enfermidade complexa, não te cristalizes na idéia de doença e sofrimento. Imagina a generosidade dos Mensageiros da Luz que te reduziram as crises orgânicas, sem que disso te apercebesses, socorrendo-te, tanto na assistência médica como também no carinho daqueles que te rodeiam, a fim de que se te alongue a existência na Terra, com a oportunidade de trabalhar. Ainda mesmo nas provas que consideres claramente infelizes, não te craves em pensamentos de tristeza ou desânimo.

Avalia as bênçãos que te ficam no balanço de quaisquer ocorrências e agradece o saldo dos recursos e vantagens com que a Misericórdia Divina te favorece, na certeza de que os Emissários dos Céus te ajudarão a reconhecer que Deus, em qualquer situação e em qualquer tempo, faz, por nós todos, o que seja melhor.



Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Meimei

sábado, 2 de maio de 2015

A cólera

Estudo do Evangelho realizado na noite de sexta-feira, 1º de maio de 2015, no Centro Espírita Semente Cristã, localizado a Rua Bolívia, quadra 25, casa 10, Jardim América, bairro Rodoviária, na cidade de Parnaíba - Piauí.

sábado, 25 de abril de 2015

O Centro Espírita vai até sua casa


O Estudo do Evangelho, realizado toda sexta-feira, às 19:30h, agora poderá ser acompanhado por aqueles que tem dificuldade de se dirigir à casa espírita.

Com essa iniciativa, o Centro Espírita Semente Cristã espera levar a um número maior de pessoas, o ensinamento espírita. Dessa forma, possibilita que seja conhecido o ambiente da casa espírita e o formato dos trabalhos aí realizado.

A pessoa que busca o atendimento da casa espírita na atividade de Estudo do Evangelho, se desejar, poderá ser ouvida e orientada fraternalmente, receber o passe e a água fluidificada.


domingo, 29 de março de 2015

PÁGINA DE FÉ



Ouve, amigo!...

Quem quer que sejas;

onde estiveres e com quem estiveres;

tenha sofrido graves equívocos ou cometido muitos erros;

estejas sob fadiga, após haver carregado pesadas tribulações;

suportes essa ou aquela enfermidade;

permaneça no cerco de rudes aflições;

vivas em abandono por parte daqueles a quem mais ames;

hajas experimentado desilusões ou agravos que jamais aguardastes;

caminhos no cipoal de tremendas dificuldades;

anseies por afeições que nunca tiveste;

suspires por ideais cuja realização te pareça remota;

lastimes prejuízos com os quais não contavas;

trabalhos sob injúrias e perseguições que te envenenam as horas;

sirvas sob incompreensões ou pedradas;

ou chores a perda de entes queridos, ante a visitação da morte...

Sejam quais forem os impedimentos ou provações que te assinalem a vida, asserena o espírito na fé viva e permanece na tarefa que te foi reservada, porquanto, sempre que estejamos guardando paciência e confiança, em nossos obstáculos, trabalhando e servindo na prestação de auxílio para liquidar fraternalmente os problemas dos outros. Deus em regime de urgência liquidará também os nossos.
Emmanuel - Do Livro “Companheiro” – Psicografia: Francisco Cândido Xavier

quarta-feira, 18 de março de 2015

OBSESSÕES


                         “...e não nos deixei cair em tentação mas livra-nos do mal”.
                                                                                                                                                                                                   Jesus (Mateus, 6:13).




Nem sempre conseguimos perceber.

Os processos obsessivos, vastas vezes, porém, principiam de bagatelas:

O olhar de desconfiança...

Um grito de cólera...

Uma frase pejorativa...

A ponta de sarcasmo...

O momento de irritação...

A tristeza sem motivo...

O instante de impaciência...

A indisposição descontrolada...

Estabelecida a ligação com as sombras por semelhantes tomadas de invigilância, eis que surgem as grandes brechas na organização da vida ou na moradia da alma:

A desarmonia em casa...

A discórdia no grupo da ação...

O fogo da crítica...

O veneno da queixa...

A doença imaginária...

A rede da intriga...

A treva do ressentimento...

A discussão infeliz...


O afastamento de companheiros...

A rixa sem propósito...

As obsessões que envolvem individualidades e equipes quase sempre partem de inconveniências pequeninas que devem ser evitadas, qual se procede com o minúsculo foco de infecção. Para isso, dispomos todos de recursos infalíveis, quais sejam:a dieta do silêncio, a vacina da tolerância, o detergente do trabalho e o anti-séptico da oração.

Emmanuel - Segue-me.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Livres, mas responsáveis


Emmanuel

A quem nos pergunte se a criatura humana é livre, responderemos afirmativamente.

Acrescentemos, porém, que o homem é livre, mas responsável, e pode realizar o que deseje, mas estará ligado inevitavelmente ao fruto de suas próprias ações.

Para esclarecer o assunto, tanto quanto possível, examinemos, em resumo, alguns dos setores de sementeira e colheita ou, melhor, de livre-arbítrio e destino em que o espírito encarnado transita no mundo.

POSSE - O homem é livre para reter quaisquer posses que as legislações terrestres lhe facultem, de acordo com a sua diligência na ação ou seu direito transitório, e será considerado mordomo respeitável pelas forças superiores da vida se as utiliza a benefício de todos, mas, se abusa delas, criando a penúria dos semelhantes, de modo a favorecer os próprios excessos, encontrará nas consequências disso a fieira das provações com que aprenderá a acender em si mesmo a luz da abnegação.

NEGÓCIO - O homem é livre para efetuar as transações que lhe apraza e granjeará o título de benfeitor, se procura comerciar com real proveito de clientela que lhe é própria, mas, se arrasa a economia dos outros com o fim de auferir lucros desnecessários, com prejuízo evidente do próximo, encontrará nas consequências disso a fieira de provações com que aprenderá a acender em si mesmo a luz da retidão.

ESTUDO - O homem é livre para ler e escrever, ensinar ou estudar tudo o que quiser e conquistará a posição de sábio se mobiliza os recursos culturais em auxílio daqueles que lhe partilham a romagem terrestre; mas, se coloca os valores da inteligência em apoio do mal, deteriorando a existência dos companheiros da Humanidade com o objetivo de acentuar o próprio orgulho, encontrará nas consequências disso a fieira de provações com que aprenderá a acender em si mesmo a luz do discernimento.

TRABALHO - O homem é livre para abraçar as tarefas a que se afeiçoe e será honorificado por seareiro do progresso se contribui na construção da felicidade geral; mas se malversa o dom de empreender e agir, esposando atividades perturbadoras e infelizes para gratificar os seus interesses menos dignos, encontrará nas consequências disso a fieira de provações com que aprenderá a acender em si mesmo a luz do serviço aos semelhantes.

SEXO - O homem é livre para dar às suas energias e impulsos sexuais a direção que prefira e será estimado por veículo de bençãos quando os emprega na proteção sadia do lar, na formação da família, seja na paternidade ou na maternidade com o dever cumprido, ou, ainda, na sustentação das obras de arte e cultura, benemerência e elevação do espírito; mas, se para lisonjear os próprios sentidos transforma os recursos genésicos em dor e desequilíbrio, angústia ou desesperação para os semelhantes, pela injúria aos sentimentos alheios ou pela deslealdade e desrespeito nos compromissos e ajustes afetivos, depois de havê-los proposto ou aceitado, encontrará nas consequências disso a fieira de provações com que aprenderá a acender em si mesmo a luz do amor puro.

O homem é livre até mesmo para receber ou recusar a existência, mas recolherá invariavelmente os bens ou os males que decorram de sua atitude, perante as concessões da Bondade Divina.

Todos somos livres para desejar, escolher, fazer e obter, mas todos somos também constrangidos a entrar nos resultados de nossas próprias obras.

Cabe à Doutrina Espírita explicar que os princípios da Justiça Eterna, em todo o Universo, não funcionam simplesmente à base de paraísos e infernos, castigos e privilégios de ordem exterior, mas, acima de tudo, através do instituto da reencarnação, em nós, conosco, junto de nós e por nós.

Foi por isso que Jesus, compreendendo que não existe direito sem obrigação e nem equilíbrio sem consciência tranquila, nos afirmou claramente: "Conhecereis a verdade e a verdade vos fará livres.


Do livro - Encontro Marcado - Psicografia de Chico Xavier.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Confraternização dos trabalhadores do Centro Espírita Semente Cristã


Na segunda-feira, 05 de janeiro do novo ano, foi realizada a confraternização dos trabalhadores do Centro Espírita Semente Cristã, na residência da companheira Francisca Maria Duarte, que acompanhada do esposo Messias, recebeu calorosamente, o grupo de amigos.


Entre comes e bebes, foram realizadas dinâmicas e amigo secreto, entre o grupo, assim como, muitos abraços, reflexões e agradecimentos pelo novo ano.