terça-feira, 25 de dezembro de 2007

FELIZ 2008

RECOMEÇAR
Não importa onde você parou... em que momento da vida você se cansou... o que importa é que sempre é possível e necessário recomeçar.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...
É renovar as esperanças na vida e, o mais importante: acreditar em você novamente.
Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado...
Chorou muito? Foi limpeza da alma...
Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia...
Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechou a porta até para os anjos...
Está se sentindo sozinho? Talvez você tenha afastado as pessoas no seu "período de isolamento"..
Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da sua melhora...
Pois bem, agora é hora de reiniciar, de pensar na luz... de encontrar prazer nas coisas simples de novo.
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para se aproximar.
Que tal dar um jeito no visual, fazer um novo curso ou realizar aquele velho desejo de aprender a pintar, desenhar, dominar o computador, ou qualquer outra coisa?
Observe quantos desafios a vida está a lhe oferecer!
Quanta coisa nova está esperando para ser descoberta!
Quando nos trancamos na tristeza, nem nós mesmos nos suportamos, ficamos horríveis.
O mau humor vai minando nosso fígado, até a boca ficar amarga.
Se você está se sentindo assim, com a sensação de derrota, é hora de recomeçar...
E hoje é um bom dia para enfrentar novos desafios.
Defina aonde você quer chegar e dê o primeiro passo.
Comece por fazer uma faxina mental, jogando fora todos esses pensamentos e sentimentos pessimistas que se acumularam ao longo do tempo.
Atire para longe os ressentimentos, as mágoas, os melindres que impedem a felicidade de entrar.
Desfaça-se desse sentimento de inferioridade, de incapacidade, e valorize-se. Você é o que fizer de você.
Em seguida, faça uma faxina no seu quarto. Jogue fora todo aquele lixo que você acumula há tempos, só como recordação do passado.
Papéis velhos dos quais você nunca precisou. Disco e fitas que você não irá mais ouvir, ingressos de cinema, bilhetes de viagens, e tudo aquilo que só traz recordações tristes.
Abra seu guarda-roupa e retire tudo o que não usa mais. Doe para alguém que precisa. Doe os calçados que apertam seus pés ou que não servem porque seu número não é mais o mesmo.
Para recomeçar é preciso abrir espaços mentais e físicos...
Depois que tomar essas providências, leia um bom livro, assista um bom filme, para alimentar sua mente com idéias positivas e otimistas.
Aproxime-se dos amigos, dos familiares, das pessoas alegres que ajudarão você a sustentar o bom ânimo e a coragem.
Evite, enquanto se restabelece, a presença de pessoas pessimistas e desanimadas. Só as busque quando estiver forte o bastante puder ajudá-las.
Busque um lugar calmo e eleve a Deus uma prece.
Mas comece agradecendo pela vida, pelas oportunidades renovadas, pelos obstáculos e desafios que surgem no caminho. Eles nos fazem mais forte quando os superamos.
Lembre-se: o dia de hoje é uma página em branco que o Criador lhe oferece para que você escreva um novo capítulo da sua história.
Recomeçar é só uma questão de querer. Se você quer, Deus quer. É por isso que Ele acena sempre com essa nova chance chamada presente.
Pense nisso e não perca nem mais um minuto!

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base em texto de Paulo Roberto Gaefkeno, do livro Decidi ser feliz.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Feliz Natal!


Clique no slide para ler o conteúdo da mensagem

O QUE É O NATAL?

Eu, menino, sentado na calçada, sob um sol escaldante, observava a movimentação das pessoas em volta, e tentava compreender o que estava acontecendo.

Que é o Natal? Perguntava-me, em silêncio.

Eu, menino, ouvira falar que aquele era o dia em que Papai Noel, em seu trenó puxado por renas, cruzava os céus distribuindo brinquedos a todas as crianças.

E por que então, eu, que passo a madrugada ao relento nunca vi o trenó voador? Onde estão os meus presentes? Perguntava-me.

E eu, menino, imaginava que o Natal não deveria ser isso.

Talvez fosse um dia especial, em que as pessoas abraçassem seus familiares e fossem mais amigas umas das outras.

Ou talvez fosse o dia da fraternidade e do perdão.

Mas então por que eu, sentado no meio-fio, não recebo sequer um sorriso? Perguntava-me, com tristeza e por que a polícia trabalha no Natal?

E eu, menino, entendia que não devia ser assim...

Imaginava que talvez o Natal fosse um dia mágico porque as pessoas enchem as igrejas em busca de Deus.

Mas por que, então, não saem de lá melhores do que entraram?

Debatia-me, na ânsia de compreender essa ocasião diferente.

Via risos, mas eram gargalhadas que escondiam tanta tristeza e ódio, tanta amargura e sofrimento...

E eu, menino, mergulhado em tão profundas reflexões, vi aproximar-se um homem...

Era um belo homem...

Não era gordo nem magro, nem alto nem baixo, nem branco, nem preto, nem pardo, nem amarelo ou vermelho.

Era apenas um homem com olhos cor de ternura e um sorriso em forma de carinho que, numa voz em tom de afago, saudou-me:

Olá, menino!

Oi!... respondi, meio tímido.

E, com grande admiração, vi-o acomodar-se a meu lado, na calçada, sob o sol escaldante.

Eu, menino, aceitei-o como amigo, num olhar. E atirei-lhe a pergunta que me inquietava e entristecia:

Que é o Natal?

Ele, sorrindo ainda mais, respondeu-me, sereno:

Meu aniversário.

Como assim? Perguntei, percebendo que ele estava sozinho.

Por que você não está em casa? Onde estão os seus familiares?

E ele me disse: Esta é a minha família, apontando para aquelas pessoas que andavam apressadas.

E eu, menino, não compreendi.

Você também faz parte da minha família... Acrescentou, aumentando a confusão na minha cabeça de menino.

Não conheço você! – eu disse.

É porque nunca lhe falaram de mim. Mas eu o conheço. E o amo...

Tremi de emoção com aquelas palavras, na minha fragilidade de menino.

Você deve estar triste, comentei. Porque está sozinho, justo no dia do próprio aniversário...

Neste momento, estou com você – respondeu-me, com um sorriso.

E conversamos...uma conversa de poucas palavras, muito silêncio, muitos olhares e um grande sentimento, naquela prece que fazia arder o coração e a própria alma.

A noite chegou... E as primeiras estrelas surgiram no céu.

E conversamos... Eu, menino, e ele.

E ele me falava, e eu O entendia. E eu O sentia. E eu O amava...

Eu, menino: sou as cordas. Ele: o artista. E entre nós dois se fez a melodia!...

E eu, menino, sorri...

Quando a madrugada chegou e, enquanto piscavam as luzes que iluminavam as casas, Ele se ergueu e eu adivinhei que era a despedida. E eu suspirava, de alma renovada.
Abracei-O pela cintura, e lhe disse: Feliz aniversário!

Ele ergueu-me no ar, com Seus braços fortes, tão fortes quanto a paz, e disse-me:

Presenteie-me compartilhando este abraço com a minha família, que também é sua... Ame-os com respeito. Respeite-os com ternura, com carinho e amizade. E tenha um feliz Natal!

E porque eu não queria vê-lo ir-se embora, saí correndo em disparada pela rua. Abandonei-O, levando-O para sempre no mais íntimo do coração...

E saí em busca de braços que aceitassem os meus...

E eu, menino, nunca mais O vi. Mas fiquei com a certeza de que Ele sempre está comigo, e não apenas nas noites de Natal...

E eu, menino, sorri... pois agora eu sei que Ele é Jesus... E é por causa Dele que existe o Natal.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base em texto de Fábio Azamor, da cidade de Rio Bonito-RJ.

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

ESTUDO SISTEMATIZADO DA DOUTRINA ESPÍRITA

DATA INÍCIO ESDE ADIADA PARA 12 DE NOVEMBRO DE 2007

"CONHECE-TE A TI MESMO"

Quem somos?
De onde viemos?
Para onde vamos?
O que estamos fazendo aqui?

Esses e outros questionamentos serão respondidos através do estudo da 'Doutrina Espírita'.

O Espiritismo é: Ciência, Filosofia e Religião.

"A explicação dos fatos admitidos pelo Espiritismo, suas causas e suas conseqüências morais, constituem toda uma ciência e toda uma filosofia, que requerem um estudo sério, perseverante e aprofundado."
(O Livro dos Médiuns – Cap. II)


Inscreva-se!
Início: 12 de novembro de 2007
Horário 19:30h

segunda-feira, 28 de maio de 2007

CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ

Centro Espírita Semente Cristã
Rua Bolívia, quadra 25 - casa 10
Bairro - Nova américa

O Centro Espírita Semente Cristã, fundado em 22 de junho de 2002, é uma sociedade civil, de caráter religioso, educacional, cultural, de assistência social, filantrópico, sem fins lucrativos, com personalidade jurídica e prazo de duração indeterminado, com domicílio, sede e foro na cidade de Parnaíba, Estado do Piauí, tendo por objetivo e fins:
a – O estudo teórico experimental da Doutrina Espírita bem como a difusão dos seus ensinamentos doutrinários, por todos os meios que oferece a palavra escrita, falada e exemplificada nos moldes da CODIFICAÇÃO DE ALLAN KARDEC e nas obras subsidiárias;
b – Promover a prática da caridade espiritual, moral e material, por todos os meios ao seu alcance, em benefício de todos, sem distinção de pessoas, raça, cor, nacionalidade, posição social ou religião;
c – Evangelização da criança e do jovem;
d – Apoiar integralmente o MOVIMENTO DE UNIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO no Brasil, mediante adesão à ORGANIZAÇÃO FEDERATIVA ESTADUAL dirigida e orientada pelo CONSELHO ESTADUAL ESPÍRITA DA UNIÃO (e/ou Federação), do Estado do Piaui


COMO NASCEU O CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ
Fui trabalhadora do Centro Espírita Chico Xavier, durante quinze anos, realizando atividades de palestra, estudo mediúnico, estudo sistematizado, desobsessão, assistência espiritual, entre outras tarefas, e no Movimento Espírita de Parnaiba, como coordenadora de estudo do Esde no Centro Espírita Humberto de Campos por quase dois anos.
Uma noite em que me encontrava em uma das salas de aula do Centro Espírita Humberto de Campos, aguardando o grupo de Esde para o estudo da noite, recebi a visita de Seu Ageu e num diálogo muito interessante, sementes foram lançadas.
Vou tentar reproduzir nosso diálogo:
- Dora, você nunca pensou em fundar um Centro Espírita em Parnaiba? Não acha que já é hora de fundar um outro Centro?
- E se eu lhe disser, seu Ageu, que estou pensando em fundar um Centro Espírita!
- Então, eu não estou ficando maluco! Estava vindo sempre à minha mente: a Dora fundar um Centro.
- Pois é, seu Ageu, estou pensando fortemente nisso.
- Você sabia Dora, que o meu pai fundou um dos primeiros Centros Espíritas aqui em Parnaiba? Eu tinha de oito prá nove anos. O Centro era na Rua Prudente de Morais, mas infelizmente, não deu certo. Meu pai foi transferido para Manaus e as pessoas que ficaram não conseguiram levar adiante o trabalho e o Centro encerrou as atividades. Ainda hoje tenho saudades e sinto muito por não ter dado certo.
- Como se chamava esse Centro seu Ageu?
- Centro Espírita Semente Cristã
Aquele nome foi acolhido carinhosamente por mim naquele momento, e quando em reunião com o grupo que se preparava para a fundação de mais uma instituição em Parnaiba, dei a minha sugestão de nome: Semente Cristã. Dentre os nomes apresentados para votação, o nome Semente Cristã foi o escolhido.
O senhor Raimundo Nonato de Melo, pai de seu Ageu, fundou o Centro Espírita Semente Cristã no ano de 1940. Já àquela época, o senhor Raimundo Nonato trabalhando no campo da mediunidade de cura, atendia aos necessitados fazendo consultas e também na divulgação da Doutrina, pois foi o primeiro a vender revistas e livros espíritas em Parnaiba. Era também médium vidente, intuitivo e de desdobramento.
Narramos esses fatos por considerar a origem do Semente Cristã naquele momento e porque sabemos que a semente após lançada sobre a terra, terá o seu tempo próprio para germinar. E que não importa quanto tempo seja necessário, o fato é que, um dia germinará.

Dora Rodrigues


SEDE PRÓPRIA CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ
MUDANÇA PARA NOVA SEDE 5 DE MAIO DE 2005
Esta Casa é um presente do mundo espiritual. Tudo nela foi doação: terreno, planta, mão-de-obra, material de construção. Tudo isso após 2 anos de fundação.
Temos consciência da importância dessa obra, que deve se constituir em permanente fonte de doação. É o "dai de graça, o que de graça recebestes".

PLANTA DO CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ
ENGENHEIRO: JORGE ANDRÉ GOMES MACHADO

Clique na imagem para ampliar!






















José Hamilton Rocha Oliveira, presidente e responsável maior pela construção física do 'Semente Cristã'. Trabalhador incansável, sempre a buscar recursos de amigos e simpatizantes da 'Causa' para que pudesse ser edificada mais uma casa de Espiritismo em Parnaiba. Companheiro e amigo de todas as horas, sempre disposto a servir e sempre a velar para que a obra siga seu curso, conforme espera de nós o Cristo.

Palestra com Jorge André Gomes Machado, engenheiro da obra, que contribuiu não só com a estruturação da planta, como também acompanhando o trabalho de construção, doando não só o seu trabalho, mas participando ativamente do Movimento Espírita, conforme o momento aqui registrado no 3º aniversário do Semente Cristã em sua sede própria.


PRIMEIRA SEDE DO CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ
RUA SAMUEL SANTOS, 1262
BAIRRO SÃO FRANCISCO
FUNDAÇÃO EM 22 DE JUNHO DE 2002
























































































































































































































































































































































































































































ENDEREÇO DAS CASAS ESPÍRITAS DE PARNAIBA

CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ
Rua Bolívia, quadra 25 - Casa 10
Bairro - Nova América

Reunião de Palestra
Terça-feira 19:30h





CENTRO ESPÍRITA CHICO XAVIER
Rua Borges Machado, 915
Bairro - Pindorama

Reunião de Palestra
Terça-feira 19:30h





CENTRO ESPÍRITA HUMBERTO DE CAMPOS
Rua Franklin Veras, 799
Bairro - São Francisco

Reunião de Palestra
Quinta-feira 19:30h





CENTRO ESPÍRITA CARIDADE E FÉ
Rua Samuel Santos, 284
Bairro - São Francisco

Reunião de palestra





CENTRO ESPÍRITA VIDA E PROGRESSO
Rua Vera Cruz, 647
Bairro - São José


Reunião de Palestra
Sexta-feira 19:30h





CENTRO ESPÍRITA PERSEVERANÇA NO BEM
Rua Mons. Joaquim Lopes, 539
Bairro - do carmo

Reunião de Palestra
Quarta-feira 19:30h




GRUPO ESPÍRITA A CAMINHO DA LUZ
Av. N. S. de Fátima, 1170
Bairro - Fátima


Reunião de Palestra
Segunda-feira 19:30h















































sábado, 26 de maio de 2007

GALERIA DE FOTOS

Grupo que participou co curso de Oratória Espírita no Centro Espírita Semente Cristã. Alguns participantes tiveram que sair antes não constando nesta foto. Foi maravilhoso!
Momento especial do curso, em que todos apresentaram os temas que prepararam. Muitas revelações!

Momento de preparação dos temas concluindo o curso de 'Orador Espírita'.

Hora do lanche que não pode faltar num encontro como este. Alimentar o espírito e também o corpo para melhor aproveitamento e hora de um bom papo entre amigos.
Grupo que no mes de setembro, segunda-feira, se reúne para estudar 'Emoções destrutivas'.
ANIVERSÁRIO SEMENTE CRISTÃ
PROGRAMAÇÃO NOTURNA

Mestre Ageu fazendo a prece e o companheiro Galeno falando sobre 'O poder das relações humanas'
José Hamilton, Presidente da Casa contou um pouco da história do Semente Cristã.
À tarde foi realizado o Curso 'Relações humanas interpessoais na Casa Espírita'.
Confira as fotos de alguns momentos desta comemoração:
Momento musical com Vera e Márcia;
Momento de discussão dos grupos;
Hora do lanche.
23 DE JUNHO DE 2007
V ANIVERSÁRIO DO CENTRO ESPÍRITA SEMENTE CRISTÃ

CURSO RELAÇÕES HUMANAS INTERPESSOAIS NA CASA ESPÍRITA
P R O G R A M A Ç Ã O

16:00h Abertura - Momento musical
16:20h Prece
16:30h Relações Humanas Interpessoais na Casa Espírita
17:30h Dinâmica de grupos
18:00h Lanche
18:20h Apresentação dos grupos
19:30h Homenagem do Presidente
20:00h Palestra – O poder das relações humanas
Palestrante: Marko Galeno
22 de junho de 2002
Fundação do Centro Espírita Semente Cristã

DESAFIOS DO IDEAL

Quando alguém se dispõe à luta para a edificação de qualquer ideal passa , necessariamente, por três fases específicas indispensáveis ao êxito que lhe deve coroar o esforço: sonho, construção do programa ambicionado e sua habitação.(...)

Como um sonho, passa a alimentar o psiquismo que se nutre do delineamento da obra, que vai tomando vulto até abarcar todos os espaços da mente e do coração. Por mais se deseje dissociar do mapa mental a onda idealista, eis que se lhe instala e cresce, fazendo-se o motivo básico da existência.(...)

Espelho mágico a refletir a realidade metafísica, plasma abstrações que um dia se transformam em fenômenos objetivos na esfera dos sentidos humanos, que se desenvolve sob os seus comandos sutis.(..)

Vivenciada essa fase, arrebatado pelo projeto de realização idealista, o indivíduo passa à construção do programa.

Materializar a idéia é enfrentar as dificuldades de encontrar o material hábil para a sua concretização, os recursos próprios, identificar as circunstâncias e propiciar-se valores morais, a fim de não precipitar os momentos que têm a sua hora específica.(...)

Pedra a pedra, em ação contínua, se levantam as obras da dignificação humana e social, alterando o comportamento ocioso e cúmplice da indiferença, que cede lugar aos novos impulsos das realizações incomparáveis, que tornam a vida mais apetecível e o espírito humano imbatível pela força do seu idealismo.(...)

A história da construção dos ideais é a saga do sarifício e da abnegação daqueles que se tornaram seus instrumentos dignos.(...)

...E porque seus ideais eram verdadeiros, tocaram pessoas nobres e descomprometidas com os aranzéis dos parvos, que lhes aderiram ao empenho de renovação do grupo social em particular e do mundo em geral.(...)

Sonhar com os ideais de engrandecimento humano, empenhar-se na sua edificação e habitar os resultados com carinho e gratidão a Deus, constituem os passos gigantes que todos os indivíduos devem promover em favor de si mesmos e da sociedade.

Joanna de Ângelis